Pular para o conteúdo

Como acabar com maus hábitos: 9 dicas práticas!

    Existem maus hábitos que nos levam a sentir frustração.

    Hábitos alimentares, comportamentais e mentais, tudo isso nos dá a sensação de sempre cair em um limbo e ser refém de uma situação ruim. Eles são os chamados maus hábitos, que nos desviam dos nossos objetivos de vida.

    Neste artigo trago lições do livro “hábitos ruins nunca mais” de S.J. Scott. São várias lições práticas para ajudar a vencer os hábitos ruins e desenvolver a vida que deseja. Este artigo está baseado em um episódio do PicciniCast para ouvir a versão em áudio só acessar aqui!

    Leia este artigo até o final para descobrir como criar bons hábitos em sua vida!

    Como modificar hábitos ruin

    Primeiramente, para que entenda de uma vez por todas como acabar com os maus hábitos, é preciso compreender como os hábitos podem ser modificados e conhecer a sua estrutura.

    A estrutura do hábito (gatilho, rotina e recompensa). Os hábitos possuem uma estrutura muito bem definida. São formados por um gatilho, uma rotina e uma recompensa. O gatilho é o que nos desperta para o hábito, a rotina é o que fazemos e a recompensa o que ganhamos.

    O fracasso em mudar hábitos vem de não ter uma estratégia de mudança. Muitas vezes queremos mudar o hábito, mas sem uma estratégia que seja eficiente para que mudanças práticas aconteçam.

    Um hábito arraigado não pode ser alterado sem uma estratégia.

    Afinal, os hábitos são muito fortes – e devem ser alterados um a um, de forma disciplinada e com foco.

    Tomás de Kempis no livro a imitação de cristo ensina que devemos eliminar um pecado por ano. Se o pecado for muito forte, um ano pode inclusive não ser suficiente. Substitua a palavra pecado por mau hábito, e você tem uma excelente estratégia para aplicar em sua vida.

    Por isso mesmo, devemos focar em um hábito ruim por vez. Só passar para o próximo quando ele for realmente contornado. Devemos estar dispostos a vencer uma batalha por vez.

    Dica 1 – Seja específico: Por que você quer acabar com este mau hábito?

    Tão importante quanto se livrar de um hábito ruim é entender o motivo pelo qual repete sempre as mesmas ações. Qual é o seu propósito? Qual é a sua motivação para superar um hábito que você considera ruim?

    As respostas podem ser muitas, como por exemplo mudar de vida, conseguir um trabalho melhor, ter mais dinheiro, ser mais feliz etc.

    Uma pessoa que não sabe dizer o motivo pelo qual precisa eliminar maus hábitos nunca passará por uma mudança verdadeira. É preciso reconhecer qual a real necessidade da mudança e quais seus objetivos a partir dela.

    Dica 2 – Identifique os gatilhos que levam ao hábito

    gatilho para acabar com maus hábitos

    Existem gatilhos bem específicos que levam ao hábito ruim. Identificar quais são é um dos primeiros passos para começar uma mudança profunda na sua vida. Por exemplo, um dos gatilhos pode ser dormir muito, as suas companhias etc.

    Faça uma lista, um relatório do seu dia a dia, para entender exatamente quais são os gatilhos que te levam na direção errada. O que é que, quando eliminado, poderia te ajudar a focar nos seus estudos e nos seus resultados?

    Pense no gatilho como um ponto fraco, algo que deve ser evitado.

    Por exemplo, para um adicto, esse gatilho pode ser a bebida ou ambientes com bebida disponível.

    Para um estudante, o gatilho pode ser o celular com todas as notificações, que interferem no pensamento e desviam o foco. E para cada situação pode existir um gatilho completamente diferente.

    Lembre-se de que os gatilhos podem levar aos maus hábitos. E uma das melhores formas de acabar com hábitos ruins é se livrando ou evitando dos gatilhos.

    A pessoa que deseja parar de beber deve se afastar da bebida e das companhias que bebem, da mesma forma que o estudante que deseja focar nos estudos deve se afastar do celular e suas notificações/distrações.

    A força de vontade é importante para mudar um hábito. Os gatilhos são fortes e estarão presentes em algum momento. E você terá que lidar com eles, sem ceder.

    Dica 3 – Haverá dias de recaída. Acompanhe e siga em frente.

    Este infográfico do time de saude deixa bem claro as fases para modificar um mau hábito

    Quando estamos lutando contra hábitos ruins, a recaída pode acontecer. Afinal de contas, são hábitos muito profundos e muito presentes em nossas vidas. Por isso mesmo, pode ser difícil se livrar deles.

    A recaída não é completamente ruim, desde que, você seja capaz de se erguer, de começar de novo e de melhorar a cada momento de fraqueza. Não vá para o fundo de poço após uma queda. Busque se levantar, seja resiliente.

    Entre os alcoólatras em recuperação existe o pensamento de que nunca serão completamente curados do vício. A qualquer momento podem tomar uma dose e voltar aos velhos e nocivos hábitos.

    Em outras palavras, eles reconhecem a possibilidade de uma recaída e entendem que a luta deve ser frequente. Você deve acompanhar a sua recaída, se isso acontecer, siga firme em seu propósito.

    Dica 4 – Não procure uma solução repentina!

    Não existe uma solução repentina, da noite para o dia, como mágica. Estamos falando em hábitos, em mudanças que exigem esforço e que podem não acontecer em linha reta.

    Cada dia será uma vitória, uma conquista. Se você quer realmente se livrar de maus hábitos, deve começar a colocar em prática mudanças diárias. Não precisa ser perfeito, precisa apenas vencer as suas batalhas todos os dias.

    Quando você insiste na perfeição corre o risco de criar uma mentalidade de “dane-se” quando comete um erro.

    O foco na perfeição cria expectativas que não podem ser realizadas, o que pode comprometer todo o seu avanço. Não existem pessoas perfeitas, com hábitos perfeitos. Até mesmo a pessoa mais controlada pode cometer erros.

    Dessa forma, o seu foco deverá estar direcionado para a melhoria constante e não para a perfeição. O ser perfeito simplesmente não existe, mesmo que você consiga se livrar de todos os hábitos ruins, terá uma longa jornada pela frente.

    Dica 5 – Conhecimento é poder. Quanto mais informações sobre o hábito melhor.

    diário para acabar com maus hábitos
    Tenha um diário para acompanhar e acabar os maus hábitos

    Já que falamos sobre como acabar com maus hábitos, aqui vai um dos melhores conselhos: conheça o seu hábito. Uma pessoa que não conhece o que faz está fadada a repetir isso toda a vida, de forma mecânica.

    Muitas vezes fazemos algo negativo e pouco produtivo sem nem mesmo nos questionar a respeito. O hábito se torna tão profundo e tão intenso, que nos tornamos incapazes de entender os motivos, o que nos levou até aquela situação.

    Por isso mesmo, o conhecimento sobre o hábito é o que vai ajudar a se livrar dele de uma vez por todas. Enfim, não é o hábito que controla a sua vida, mas sim você que controla o seu hábito.

    Dica 6 – Faça mudanças lentas e constantes em sua vida

    As mudanças em sua vida devem ser constantes, ainda que sejam lentas. Aos poucos vamos alcançando os nossos objetivos, até um momento em que os hábitos ruins são todos eliminados.

    Você tem a sua vida inteira para se tornar uma pessoa melhor, com hábitos saudáveis e produtivos. Não busque mudanças rápidas, em um curto espaço de tempo, mas sim mudanças gradativas e que sejam verdadeiramente significativas.

    Pouca gente sabe, mas um novo hábito pode demorar até 21 dias para se formar. Para garantir que o novo hábito se forme no lugar dos velhos é preciso bastante paciência e um trabalho diário.

    Dica 7 – Crie planos anti-fracasso para modificar um hábito ruim

    A melhor maneira de eliminar um hábito ruim é substituir lentamente por hábitos melhores. Crie planos anti-fracasso para não ceder à tentação de cair no hábito ruim novamente.

    A ideia é entender que pode haver falha e o que fazer para resolver quando essa situação ocorrer. Lembre-se de que a recaída será sempre uma possibilidade, mas isso não importa, pois você estará preparado para qualquer situação.

    Dica 8 – Tenha um sistema de apoio para novos hábitos.

    Comprometer-se consigo mesmo é apenas metade da batalha. Inclua outras pessoas em sua mudança, assim poderá beneficiar-se da assistência necessária quando sentir a tentação de voltar ao hábito ruim.

    Sempre que possível, tenha do seu lado pessoas que possam te apoiar em seus objetivos, pessoas que te ajudem a superar os maus hábitos e a implementar bons hábitos, por exemplo, desenvolver o hábito de estudar.

    Por exemplo, se seu objetivo é se destacar nos estudos, passar em um concurso, o melhor a se fazer é compartilhar as situações vivenciadas em seu dia com pessoas que estão focadas no mesmo objetivo.

    Dica 9 – livre-se da procrastinação

    Um pequeno infográfico com principais motivos da procrastinação e também causando maus hábitos

    A impulsividade leva a procrastinação e a não conseguir mudar hábitos. E um dos piores hábitos que podemos ter é justamente a procrastinação, a tendência de deixar tudo para depois, pensando apenas nos prazeres imediatos.

    Quando procrastinamos, adiamos o nosso sucesso. Deixamos para depois algo que deveria ser a verdadeira prioridade. Mas, apesar dela ser um dos hábitos mais nocivos, também pode ser vencido.

    O cérebro tem a capacidade da neuroplasticidade, essa é uma das suas grandes qualidades. Isso significa que até mesmo as crenças mais arraigadas podem ser revertidas, graças a plasticidade do cérebro.

    Nunca é tarde para aprender algo novo, da mesma forma como nunca é tarde para romper velhos hábitos e erguer outros no lugar, mais poderosos, direcionados para o seu sucesso.

    Conclusão

    Nesse artigo trouxemos as lições de Scott de como acabar com maus hábitos de forma eficiente.

    Mostramos estratégias que podem ser aplicadas para construir uma rotina de sucesso, com hábitos saudáveis.

    Agora reflita sobre seus hábitos, tem algum hábito ruim que precisa ser eliminado? Se sim, inicie agora sua trajetória para a mudança desejada aproveitando o conteúdo que foi apresentado.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.